Aula BIM 01 - 1975 - Revit Template

BIM – 1975

Como prometido no anteriormente, começarei nosso primeiro artigo com a frase que na minha opinião é a que mais resume o que é o BIM.

“Modelagem da Informação da Construção ou BIM deve ser entendida como um novo paradigma de desenvolvimento de empreendimentos de construção envolvendo todas as etapas do seu ciclo de vida, desde os momentos iniciais de definição e concepção, passando pelo detalhamento e planejamento, orçamentação, construção até o uso com a manutenção e mesmo as reformas ou demolição. É um processo baseado em modelos paramétricos da edificação visando a integração de profissionais e sistemas com interoperabilidade de dados e que fomenta o trabalho colaborativo entre as diversas especialidades envolvidas em todo o processo, do início ao fim. ”(Prof. Dr. Sérgio Scheer)

Com essa frase é possível ter uma noção geral do que iremos apresentar, vamos começar a desmembrar essa frase em diversas partes, começando na nomenclatura, da onde veio nome Building Information Modeling?

Hoje em dia sabemos que até aqui no Brasil esta metodologia vem sendo estudada e aplicada a muitos anos, doze anos para mais, porem raras foram as pessoas que fizeram isso, numa visão geral, estamos engatinhando nesse sistema se comparado a países como EUA que o normal pra eles já é trabalhar com o BIM 5D.

Mesmo assim doze anos ainda são pouco comparados ao início do pensamento do BIM, que foi documentado por Charles M. “Chuck” Eastman, em 1975 num jornal norte-americano – Jornal AIA –, a primeira nomenclatura sugerido foi “Building Description System”.

Nos anos seguintes, várias pesquisas foram sendo realizadas e ao redor do mundo diversos nomes foram surgindo como “Building Product Models” nos Estados Unidos, e “Product Information Models” na Europa. Sendo que o foco são sempre as informações que contém nos projetos, e não apenas a representação por meio de vetores como nos modelos CAD, como essas pesquisas realizadas estavam em diversos idiomas a tradução para o inglês ficou “Building Information Modeling”, mas até então nada foi documentado.

Em 1986 Robert Aish incluiu no seu artigo a nomenclatura “Building Information”, onde ele descreve todos os itens necessários para a modelagem de um projeto nessa metodologia, realizando um estudo no projeto do edifício RUCAPS, em Londres.

Porém a primeira documentação que descobrimos, foi realizada em 1992: Automation in Construction (G. A. Van Nederveen e F. Tolman), sendo que quem teve o esforço de popularizar o BIM foi  Lairerin com a criação do IAI (International Alliance for Interoperability) – 1995, atual buildingSMART – 2008.

Desde então essa magnífica metodologia que amamos, se chama BIM.

Muitos pensam que Lairerin foi o inventor dessa metodologia, mas na verdade o primeiro e principal pensador foi Charles M. “Chuck” Eastman, que dedicou mais de vinte e cinco anos estudando e realizando pesquisas sobre o assunto.

Como dito na dedicatória do Livro Manual do BIM (2007), Chuck é o pai do BIM, Lairerin o padrinho, e nós os filhos, que unidos podemos tirar completamente a ideia deles do papel, e colocar em pratica, usufruindo de todos seus benefícios.

Comentários

Comentários

Rafael Zaccari