Agora que passou nossa folga do Natal, vou te explicar como começar a trabalhar com as paredes cortina.

Algo que é um mistério para muitos, pois está dentro do componente mais básico que aprendemos, porem existem tantas configurações que o tornam complexos.

E não são configurações bobas não, elas realmente fazem diferença no componente, tanto que vou modelar quatro tipos no vídeo de hoje,

Barreiras da criatividade serão quebradas, pois dentro dos nossos sonhos a modelagem é criada num piscar de olhos.

Coisa que muda quando estamos dentro de uma ferramenta BIM, diferente do CAD que usa só linhas então fica mais fácil.

Se formos parar para pensar é pouco intuitivo todos mudarem para o BIM, pois tem que ter muita dedicação para conseguir manipular verdadeiramente uma nova ferramenta.

O impacto inicial dos projetos é desastroso, não conheci uma pessoa até agora que conseguiu fazer isso sozinho.

Só vendo alguns vídeos aleatórios em todo tipo de canal, por conta disso que você tem um dever:

ME PERGUNTA

Antigamente não existia essa coisa de suporte digital, ainda mais um suporte gratuito, então se sinta a vontade para perguntar.

E foca na aula de hoje que entendendo como funciona uma parede cortina, amanhã você irá conseguir entender como iremos gerar as tabelas deste componente.

Sim, mais um combo de dicas criados, e não, não estou fazendo isso para você assistir mais vídeos meus kkkk

Estou fazendo isso, pois são dicas bem grandes, processos de modelagem mais avançados, onde desejo que entenda de verdade como utilizar estes passos na pratica.

Post Relacionado:   Pratica – Terreno em Aclive – Dica 39

A quantificação deste componente, agiliza muito os projetos.

Abraço,

Rafa Zaccari

Comentários

Comentários